RGÉ Equipamentos Industriais Eireli EPP.  
Fone: 55 (16) 3041-2749 / 3947-1768
Avenida Antônio Waldir Martinelli, 2316 / km 02 - Distrito Industrial 2 - CEP:14175-360 - Sertãozinho - SP - Brasil.
Home | Empresa | Produtos | Serviços | Clientes | Contatos 
 
 
 26/04/2019 - SIPAT 2019 - Palestra Motivacional
 25/04/2019 - SIPAT 2019 - Saúde Bucal | Proteção em Trabalho em Altura
 24/04/2019 - SIPAT 2019 - Primeiros Socorros | Proteção nos Olhos.
 23/04/2019 - SIPAT 2019 - AIDS e Drogas | Benefícios dos Exercícios Físicos.
 22/04/2019 - SIPAT 2019 - Direção Defensiva e Prevenção de Acidentes
[+] Notícias 

 
 
17/11/2016 - Na Folha: Brasil tenta angariar prestgio para a causa dos biocombustveis na COP22.

O Brasil lançou nesta quarta (16) uma iniciativa para mais uma vez tentar promover os biocombustíveis.

O anúncio, feito na Conferência da ONU sobre o Clima (COP22), tem 20 países signatários e aconteceu depois de dois meses de consultas a nações que se interessariam em ampliar os investimentos na produção de combustível a partir da biomassa (como os cultivos de cana para a produção do etanol e soja para a de biodiesel).

A solução ainda é recebida com receio por ambientalistas e por países que preferiram não aderir à plataforma, como a Alemanha.

Na terça (15), Barbara Hendricks, presidente da Comissão de Meio Ambiente do parlamento alemão, se reuniu na COP22 com os ministros brasileiros Blairo Maggi (Agricultura) e Sarney Filho (Meio Ambiente) para ouvir a proposta da plataforma Biofuturo. Segundo a Folha apurou com representantes brasileiros, a conversa terminou em total desentendimento.

A Alemanha –que lidera investimentos em energia solar e está desativando suas usinas de carvão– não se comprometeria com fontes energéticas que ameaçam a segurança alimentar.

O debate dos biocombustíveis ficou marcado, desde 2008, pela controvérsia da competição do uso da terra com a produção de alimentos. Na época, o Brasil já era reconhecido como privilegiado por conseguir produzir biocombustível em larga escala sem prejudicar as perspectivas da produção de alimentos –graças à cana-de-açúcar, e à quantidade de terras agricultáveis.

Agora, em vez de tentar colocar o Brasil na posição de fornecedor de etanol para o mundo, o país quer incentivar outros a produzir biocombustíveis, o que aumentaria investimentos e criaria um mercado no qual o Brasil largaria como líder.

 
   Autor: Fonte: Diviso de Marketing RG Equipamentos Industriais.
Fone: 55 (16) 3041-2749 / 3947-1768
Home | Empresa | Produtos | Serviços | Clientes | Contatos 
Avenida Antônio Waldir Martinelli, 2316 / km 02 - Distrito Industrial 2 - CEP:14175-360 - Sertãozinho - SP - Brasil.
Todos os direitos reservados RG Equipamentos Industriais Eireli EPP 2017 ®